Vitória é eliminado da Sul - Americana 2009



Deu até impressão de que poderia ser mais fácil do que se imaginava. Mas o Vitória fracassou. Parecia uma tarefa quase impossível vencer o River Plate do Uruguai por três gols de diferença - os baianos haviam perdido o primeiro jogo por 4 a 1, fora de casa. O time uruguaio, porém, entregou todo seu campo defensivo para os donos da casa, que perderam as contas das chances desperdiçadas. O River ajudou até nos contra-ataques, com cenas dignas de comédia pastelão. Mas o Vitória fez apenas um gol, levou o empate nos acréscimos, e foi eliminado da Copa Sul-Americana. Nas quartas de final, o River enfrentará o San Lorenzo.

Pressão baiana e bizarrices uruguaias

No primeiro tempo, o Vitória sufocou o River, que não passou do meio de campo nos 20 minutos iniciais. Willians perdeu uma chance, Neto Berola também, e Roger errou o gol depois de receber sozinho, quase na marca do pênalti. Uma pressão ao mesmo tempo animadora, pela fragilidade da zaga adversária, e preocupante, já que os gols perdidos certamente fariam falta.

Todo o time do Vitória subia em busca do placar, até que o River encaixou um contra-ataque. Puppo recebeu na área. Tensão para os baianos. Mas o atacante chutou longe. Pouco depois, outro contra-ataque, desta vez ainda mais bizarro. Andrezinho arrancou livre na direção de Gleguer, mas tocou com o calcanhar na bola, caiu com a mão na coxa e foi substituído. Na jogada seguinte, Puppo voltou a aprontar das suas, chutando para fora quase da linha da pequena área, sem zagueiro nenhum ao lado. Hilário, não fosse o fato de que já eram marcados 46 minutos do primeiro tempo, e o Vitória não havia chegado ao primeiro dos três gols que teria de alcançar.

River administra a vantagem

O segundo tempo mudou o cenário do jogo. Saíram os lances pitorescos, a pressão do Vitória já não era a mesma, e o River tocava a bola para fazer o tempo passar. Roger errou uma cabeçada, Apodi tentou de longe e...nada. Só aos 41 o placar foi aberto, com chute de longe de Elkerson. Tarde demais. Ainda houve tempo para Roger atrapalhar um chute de Robert. Melhor para o River, que conseguiu empatar nos acréscimos, com Córdoba driblando Gleguer.


Ficha técnica:
VITÓRIA 1 x 1 RIVER PLATE (URU)

VITÓRIA
Gleguer, Apodi, Fábio Ferreira, Wallace e Leandro; Vanderson, Magal (Leandrão), Leandro Domingues, Willian (Robert); Neto Berola (Elkerson) e Roger.

RIVER PLATE (URU)
Luciano dos Santos, Diego Sosa, Ronaldo Conceição Sérgio Bica (Córdoba), Torrecilla, Gonzalo Porras, Jorge Rodríguez, Zambrana, Puppo (Juan Ferréz),Andrezinho(Klingender) e Sergio Souza
Técnico: Vagner Mancini. Técnico: Juan R. Carrasco.
Gol: Elkerson, aos 41 do segundo tempo e Córdoba, aos 48.
Cartões amarelos: Wallace, Roger (Vitória); Ronaldo Conceição (River)
Estádio: Barradão. Data: 30/09/2009. Árbitro: Pablo Pozo (Chile). Auxiliares: Patricio Basualto (Chile) e Francisco Mondría (Chile).

0 comentários: