Atacante Neto Baiano rumo ao Japão

O atacante Neto Baiano acertou as bases salariais para renovar contrato com o Vitória por mais dois anos, mas não fica no Rubro-negro nesta temporada. Ele será emprestado ao futebol japonês por 18 meses. O Leão vai levar R$ 700 mil pelo empréstimo.



- Eu sabia que seria difícil segurar ele nessa janela de transferências - lamentou o vice-presidente Jorge Sampaio.



Neto Baiano cumpria suspensão pela expulsão no jogo contra o Vasco pela Copa do Brasil, no Barradão. A punição foi reduzida e o goleador do time em 2009 iria voltar aos gramados brasileiros no dia 12 de julho, quando o Vitória enfrenta o Santos.

Xavier deixa o Vitória e acerta com o Juventude

Nesta segunda-feira, a diretoria do Vitória confirmou a rescisão de contrato do volante Xavier, que não vinha sendo aproveitado pelo técnico Paulo César Carpegiani. O jogador de 29 anos foi liberado para defender o Juventude, na Série B do Campeonato Brasileiro.



Antes de Xavier, o Vitória já tinha liberado: Nill, Ernandes, Luiz Henrique, Luciano Almeida, André Luís, Cristian, Rafael Bastos, Thiago Gomes, Washington, e emprestou ao América-RN o volante Ramirez e o meia Rafael.

Paulo César Carpegiani confirma Leandro contra Santo André

Encerrado o dramático jogo deste sábado, quando o Vitória venceu o Botafogo, por 4 x 3, o treinador Paulo César Carpegiani adiantou que Leandro fará sua estréia contra o Santa André, domingo, dia 28, às 18h30, no Barradão. O lateral-esquerdo ficou no banco neste sábado.

Além da estréia de Leandro, o treinador confirmou o retorno do volante Uelliton, que cumpriu suspensão pela expulsão contra o Inter (RS). Carpegiani elogiou a boa atuação de Carlos Alberto, o substituto de Uelliton.

O treinador rubro-negro reconhece que o time não fez uma boa atuação contra o Botafogo e que o importante foi vencer: “Passei a eles que seria um jogo bastante difícil, o Botafogo é uma equipe de tradição, tem história, sempre disputa título e tem um grande treinador,” comentou.

E prosseguiu: “No início senti a equipe um pouco insegura, o campo também não ajudou, é bom que se diga, aos dois times, e o nosso meio-campo estava muito aberto. Precisando da vitória eu abri ainda mais o time, colocando três atacantes”.

Carpegiani, no entanto, disse que não foi o numero de atacantes que fez o Vitória vencer a partida. “Foi devido a um lance fortuito do Apodi, e do mesmo jeito que perdemos outras partidas injustamente, desta vez ganhamos o jogo quando o resultado mais justo seria o empate”, finalizou.

Os jogadores ganharam dois dias de folga: domingo e segunda-feira. A reapresentação será terçca-feira, pela manhã, para treinamento em dois períodos.

Apodi desabafa após marcar o gol da vitória e cobra apoio do torcedor

As palavras ofensivas e a cara de revoltado não condiziam com a imagem de um jogador que tinha acabado de marcar, aos 44 minutos do segundo tempo, o gol que deu a vitória para sua equipe. Mas foi assim que Apodi comemorou a cabeçada que superou Renan e deu ao Vitória o triunfo por 4 a 3 sobre o Botafogo, neste sábado, no Barradão, pela sétima rodada do Campeonato Brasileiro.

Xodó do torcedor rubro-negro, o lateral-direito criticou o público presente no estádio Manoel Barradas. Com as festas de São João em alta no interior, muitos baianos passam o fim de semana longe da capital, e o público foi de 12.274 presentes.

- Tem que vir apoiar, p...! Isso aqui é Vitória, é sangue. Não tem que criticar, não - bradou, em direção a torcida.

Com o resultado positivo, o Vitória pulou para a terceira colocação no Brasileirão. No próximo fim de semana, a equipe encara o Santo André, em casa.

Vídeo - Vitória 4 x 3 Botafogo

Vitória vence Botafogo com gol no finalzinho

Botafogo entrega no fim, e Vitória sai com os três pontos no Barradão
Alvinegro joga melhor no segundo tempo, chega ao empate, mas Renan falha no último minuto

Mantido o tabu em Salvador. Na tarde deste sábado, no Barradão, o Botafogo chegou a mostrar poder de reação, mas uma falha no fim garantiu os três pontos ao Vitória, que saiu de campo com 4 a 3 no placar e chegou a sete partidas sem derrota para o adversário em seu estádio. O time carioca, que tem apenas seis pontos, só não voltou à zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro porque o Atlético-PR empatou com o Palmeiras na Arena da Baixada, e o Santo André bateu o Sport no ABC - o Glorioso agora torce por tropeços de Avaí e Coritiba no complemento da sétima rodada. Já o Rubro-Negro, que chegou a 13 pontos, assumiu a terceira colocação e parmanece firme no G-4.



As duas equipes voltam a campo no próximo fim de semana. O Botafogo recebe o Goiás no sábado, às 18h30m, no Engenhão, e na preliminar haverá uma partida comemorativa dos 20 anos da conquista do Campeonato Carioca de 1989 - os ex-jogadores alvinegros que deram fim a um jejum de duas décadas sem títulos, no dia 21 de junho daquele ano, ao derrotar o Flamengo por 1 a 0, gol de Maurício, enfrentam um time de artistas. Já o Vitória atua novamente em casa, às 18h30m, onde enfrenta o Santo André.



Chuva de gols na primeira etapa: cinco em 24 minutos



Após vencer a primeira partida no Brasileirão, o Botafogo entrou em campo com o objetivo de embalar na competição e consequentemente se afastar da zona de rebaixamento. A tarefa, no entanto, não seria das mais fáceis. O Rubro-Negro baiano, lutando para se manter no grupo de classificação à Taça Libertadores, defendia uma escrita de seis partidas sem derrota em casa para o time carioca - foram cinco vitórias e um empate. Mas foram os visitantes que começaram partindo para o ataque. Juninho tentou de longe aos cinco minutos, mas a bola foi para fora. Aos dez, Alessandro tocou na direita para Laio, que entou na área e chutou para a segura defesa de Viáfara.

Ao tomarem o comando do jogo, os donos da casa foram mais eficientes. Aos 12, Carlos Alberto fez ótimo lançamento para Roger, em posição legal, aproveitar falha de Juninho e entrar na área e tocar na saída de Renan. O Vitória seguia dono da partida quando ampliou o placar, dez minutos depois. Novamente Roger aproveitou o espaço no sistema defensivo alvinegro e, após passe de Vanderson, foi trombando até passar por Emerson e Renan, fazendo um gol de raça e sorte.

A equipe baiana tirou o pé do freio, e o Alvinegro aproveitou para descontar em uma de suas jogadas mais fortes. Carlos Alberto - o mesmo meia que atuou no Botafogo e virou "persona non grata" para a torcida quando o time caiu para a Série B em 2002, quando disse que não jogaria em clube de Segunda Divisão - derrubou Lucio Flavio na entrada da área. Na cobrança, o camisa 10 fez o corta-luz, e Juninho soltou a bomba. A bola passou entre as pernas do goleiro rubro-negro e parou no fundo das redes, aos 29. Mas nem deu tempo para comemorar. No minuto seguinte, Anderson Martins arriscou de fora da área, Renan rebateu mal, e Adriano, livre, fez o terceiro do Vitória. Emerson dava condições ao atacante.

O Botafogo não se abateu e pouco depois voltou a diminuir a vantagem adversária. Aos 36, Alessandro foi à linha de fundo e cruzou para Batista, de Peixinho, marcar o seu segundo gol na competição. O lance aninou o Alvinegro, que poderia ter chegado ao empate aos 39 e aos 42. Primeiro com Victor Simões, que aproveitou desvio de Emerson após cobrança de escanteio para, na pequena área, chutar para fora - a arbitragem errou ao marcar impedimento do camisa 9. Depois, lance em dois toques, Lucio Flavio rolou para Juninho chutar torto, mas bola caiu nos pés de Laio, que concluiu sem perigo. O primeiro tempo terminou com bela jogada individual de Apodi, que deixou Eduardo e Juninho para trás até chutar à direita de Renan.



Botafogo melhora no jogo e chega ao empate, mas Renan falha no fim

Apesar dos buracos na defesa alvinegra, o técnico Ney Franco não mexeu na equipe, mantendo o esquema 4-4-2. Já Paulo César Carpagiani mexeu no ataque, tirando Adriano para a entrada de Roger. Logo no primeiro minuto, Batista arriscou de fora da área, e Viáfara defendeu sem problemas. No minuto seguinte, Robert mostrou serviço em sua primeira participação, aproveitando novo vacilo da zaga do Botafogo para deixar Leandro em boas condições na área, mas o meia isolou. Foi só o que os anfitriões conseguiram, e o Botafogo passou a dominar a partida. Aos dez, Victor Simões arrancou pelo meio e rolou na direita para Lucio Flavio, que chutou cruzado. A bola desviou em Robson e saiu rente à trave esquerda. Dois minutos depois, Alessandro mandou de fora, rasteiro, e laio completou de letra. Viáfara impediu um golaço do atacante alvinegro.

Vendo que a situação estava difícil, o treinador rubro-negro quis dar mais fôlego ao seu ataque, e Roger deu lugar a Edson. Ney não perdeu tempo e fez o mesmo, mandando Tony para o jogo. Laio deixou o campo. E a mudança alvinegro surtiu efeito. Muito mais na base da correria do que do talento, Tony incomodava os zagueiros rubro-negros, e aos 26 deixou Victor Simões cara a cara com o goleiro rubro-negro para empatar a partida. O camisa 9 comemorou imitando uma pantera, novamente lembrando Donizete, campeão brasileiro pelo Botafogo em 1995. Com mais um jogador de frente em campo - Leandro Domingues saiu para a entrada de Neto - o Vitória tentava pressionar, mas errava bastante na saída do meio-campo para o ataque.

Os visitantes, por sua vez, pecavam nas conclusões. Aos 34, Batista rolou para Eduardo no bico da área, e o lateral-esquerdo chutou forte para a defesa de Viáfara. Três minutos depois, Renato desceu pela direita, mas não teve velocidade suficiente para se livrar da marcação. O chute ainda assim saiu forte, mas para fora. Aos 42, Apodi ainda arricou de fora da área, mas Renan apareceu bem. O castigo, no entanto, veio no último minuto do tempo regulamentar. Carlos Alberto levantou da direita, o goleiro botafoguense saiu muito mal do gol, e o pequeno Apodi cabeceou para fazer o gol da vitória baiana.

Regularizado, lateral-esquerdo Leandro é chamado para a concentração e pode fazer sua estréia na equipe do Vitória contra o Botafogo

Paulo César Carpegiani recebeu uma boa notícia no início da noite desta sexta-feira e de imediato tomou a decisão: convocou Leandro para o jogo contra o Botafogo (RJ), às 16h10 deste sábado, no Estádio Manoel Barradas, pela sétima rodada do Campeonato Brasileiro da Série A. A regularização do lateral-esquerdo foi publicada no BID (Boletim Informativo Diário) da CBF (Confederação Brasileira de Futebol).

Aos 30 anos e sete anos depois de ter deixado o rubro-negro, clube que o projetou nacionalmente, Leandro deve ser a atração do tricampeão baiano diante do Botafogo. O técnico Carpegiani havia solicitado à diretoria a regularização do jogador que vem treinando há mais de 30 dias e está preparado para a estréia.

Leandro jogou de 1999 a 2002 no Vitória quando teve seus direitos econômicos negociados ao Cruzeiro, de Belo Horizonte. Passou em seguida pelo Porto (Portugal), clube que atualmente detém seus direitos econômicos, Palmeiras e Fluminense e agora retorna ao rubro-negro, onde conquistou três títulos baianos e uma Copa do Nordeste.

SÉTIMO CONFRONTO - Vitória e Botafogo disputarão neste sábado o sétimo confronto no Estádio Barradão pelo Campeonato Brasileiro. Será o primeiro dos dois jogos consecutivos do rubro-negro em sua arena neste Brasileiro e os jogadores do time rubro-negro sabem que um triunfo neste sábado, às 16h10, e outro diante do Santo André, dia 28, garantirão o tricampeão baiano no G4 pelas duas próximas rodadas.

Nos seis jogos no Barradão, o Vitória venceu cinco vezes e empatou uma – logo no primeiro jogo, em 1995. O último jogo foi o de maior público pagante, com quase 27 mil torcedores, e o de placar mais elástico, 5 x 2, gols de Ramon (três vezes) e
Marcelo Cordeiro, atualmente no Inter (RS), duas.

Do time que goleou o Botafogo ano passado pelo Brasileiro, três jogadores estarão em campo neste sábado: o goleiro Viáfara, o zagueiro Wallace e o volante Vanderson. O meia Ramon Menezes estarão no banco e o também meia Jackson, em recuperação física depois de uma contusão, não foi relacionado.

Em jogos válidos por Campeonatos Brasileiros, a vantagem é do Vitória nos confrontos com o Botafogo: são10 triunfos em 24 partidas (8 empates e 6 derrotas), com o rubro-negro marcando 37 gols contra 30 do alvinegro carioca.

QUARTO – Depois de empatar com o Inter (RS), no Beira-Rio, na quinta rodada, o Vitória foi ultrapassado pelo Palmeiras – derrotou o Cruzeiro de virada por 3 x 1 – e caiu de terceiro para quarto lugar na classificação, 10 pontos ganhos em 18 disputados, 56% de aproveitamento.

Neste início de Brasileiro, o Vitória disputou somente dois jogos em casa – venceu Sport e Grêmio, ambos por 1 x 0 – e quatro fora: 2 x 0 Atlético PR, em Curitiba; 0 x 2 Cruzeiro, em Belo Horizonte; 1 x 2 Palmeiras, em São Paulo; e 0 x 0 Inter, em Porto Alegre, os dois últimos seguidos.

Para enfrentar o Botafogo, o técnico Paulo César Carpergiani faria somente uma modificação, a entrada de Carlos Alberto no lugar do volante Uelliton, expulso em Porto Alegre. “Estava com uma idéia, mas não me agradou e a única ausência que nós vamos ter é Uelliton. Joga Carlos Alberto”, disse o treinador na coletiva desta sexta-feira, pela manhã.

Sua intenção era manter Robson na lateral-esquerda, mas com a regularização de Leandro, a tendência é o treinador promover a reestréia do jogador na partida contra o alvinegro carioca.

Paulo César Carpegiani disse que a equipe deve focar bem o jogo deste sábado, esquecendo o adversário do dia 28. “Vamos primeiro nos concentrar no Botafogo. Trata-se de um adversário extremamente difícil, que exige muito cuidado e tem grande tradição. Mas estou muito confiante, seguro e vamos entrar procurando os três pontos. Nos jogos em casa temos que fazer pontos”, enfatiza.

Os jogadores realizaram uma atividade recreativa nesta sexta-feira. Divididos em dois times, disputaram um animado “rachão” com meia hora de duração. O time com camisa cinza, escolhido pelo volante Alberto, venceu por 4 x 2 o do lateral-direito Apodi (colete laranja).

A concentração foi iniciada em seguida na chácara Vidigal Guimarães e com a inclusão de Leandro estão concentrados 22 jogadores.

Goleiros

Viáfara e Gléguer

Laterais

Leandro, Apodi, Bosco e Robson

Zagueiros

Anderson Martins, Victor Ramos e Wallace

Volantes

Vanderson, Xavier, Magal e Carlos Alberto

Meias

Leandro Domingues, Bida, Ramon Menezes, Elkeson

Atacantes

Neto Berola, Robert, Roger, Adriano e Edson

ARBITRAGEM - Francisco Carlos Nascimento, assistido por Carlos Jorge Titara da Rocha e Otavio Correia de Araujo Neto (trio de Alagoas); 4º Árbitro: Carlos Roberto Gibaut Nogueira (FBF).

JOGOS NO BARRADÃO

19/08/95 Brasileiro Vitória 2 x 2 Botafogo
08/10/97 Brasileiro Vitória 3 x 2 Botafogo
25/08/99 Brasileiro Vitória 2 x 0 Botafogo
23/09/01 Brasileiro Vitória 3 x 1 Botafogo
10/07/04 Brasileiro Vitória 1 x 0 Botafogo
09/07/08 Brasileiro Vitória 5 x 2 Botafogo

Defesa rubro-negra formada pela prata da casa é a mais jovem do Campeonato Brasileiro da Série A e a segunda menos vazada

Wallace e Anderson Martins são “veteranos”, ambos estão com 21 anos. O “caçula” do grupo, Victor Ramos, 20 anos completados no dia 5 de maio, dois dias após conquistar seu primeiro título como profissional, o tricampeonato baiano. A média de idade é 20,7, a mais jovem dos times do Brasileirão da Série A.

Eles são responsáveis pela segunda defesa menos vazada do Brasileiro – quatro gols, dois a mais que a do Internacional (RS) – e vem acumulando elogios do comandante Paulo César Carpegiani: “Esses guris vão longe”, sentencia o ex-craque que brilhou pelo Inter (RS) e Flamengo como um volante de muita técnica.

Anderson Martins subiu mais cedo. É titular desde 2008 e formou com Leonardo Silva, atualmente no Cruzeiro, a terceira defesa menos vazada do Brasileiro depois de 38 jogos, com 44 gols sofridos.

Anderson e Wallace estão juntos desde 2000 quando chegaram ao clube, o primeiro descoberto em Fortaleza, e o segundo em uma “peneira” na cidade baiana de Conceição do Coité. E o entrosamento não é somente dentro de campo: ambos são evangélicos e Wallace só não foi padrinho do casamento de Anderson, ocorrido dia 10 de junho, porque precisou ficar treinando em Salvador enquanto o “irmão do coração” estava casando em Fortaleza.

Wallace somente se firmou este ano depois de disputar também a Série B e vir sendo aproveitado no time profissional desde 18 anos. Sob comando do técnico Vagner Mancini, foi um “coringa”: “Atuei como volante, ala pela direita, e creio que não decepcionei”.

Alçado à condição de titular a partir das semifinais do Campeonato Baiano, quando Anderson Martins machucou-se, Victor Ramos, também revelado na base, assumiu de vez a camisa 6 com atuações convincentes. “Os erros são pela inexperiência e com o tempo ele vai aprender”, aposta Carpegiani.

A torcida também aposta no trio defensivo que protege a meta rubro-negra com eficiência.

Clube rescinde com mais três e empresta dois ao América (RN)

Prosseguindo com o processo de enxugamento do elenco, o Vitória oficializou, nesta sexta-feira, a saída de mais três jogadores: o lateral-esquerdo Ernandes, que nem chegou a estrear, o meia Cristian, que somente atuou no Campeonato Baiano, e o atacante Washington, que atuou no Baiano e na Copa do Brasil.

Antes deles, o clube tinha acertado rescisão com os zagueiro Thiago Gomes e Luiz Henrique, outro que não estreou, os laterais Nil e Luciano Almeida, o meia Rafael Bastos, e o atacante andré Luís.

Ainda nesta sexta-feira, o supervisor Mário Silva concluiu os empréstimos do volante Ramirez e do meia Rafael para o América de Natal.

Xavier e Robert são as novidades entre os relacionados no Vitória

O "rodízio" de oportunidades no elenco principal segue no Vitória. Após o treinamento realizado na tarde desta quinta-feira, no CT da Toca do Leão, o técnico Paulo César Carpegiani relacionou 21 jogadores para a partida contra o Botafogo, neste sábado, no Estádio Manoel Barradas, pela Série A do Campeonato Brasileiro.

Dois novatos foram incluídos na lista. Enquanto o volante Xavier enfim aparece entre os relacionados após três meses no clube, o atacante Robert, contratado ao final do Campeonato Baiano, vem ganhando a confiança do treinador e tem grandes chances de sentar no banco de reservas contra o time carioca - três jogadores serão cortados da lista antes da partida.

No treinamento desta quinta-feira, Carpegiani voltou a escalar Robinho na ala esquerda e deslocou Adriano para o ataque, ao lado de Roger. Com isto, Ramon voltou a treinar entre os reservas e deverá ficar como opção extra para o sábado. O volante Carlos Alberto ganhou a briga pela vaga com Magal e será titular ao lado de Vanderson no meio-campo, em lugar de Uelliton, suspenso.

O time titular treinou com Viáfara, Wallace, Victor Ramos e Anderson Martins; Apodi, Vanderson, Carlos Alberto, Leandro Domingues e Robinho; Adriano e Roger.

Atacante Neto Baiano tem pena reduzida em novo julgamento



O atacante Neto Baiano, que havia sido punido oito jogos de suspensão pelo STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva) teve sua pena reduzida para cinco jogos em novo julgamento desta feita no Tribunal Pleno, realizado nesta quinta-feira.

A advogada do clube, Patrícia Saleão, defendeu o jogador no STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva) e argumentou que o adversário não informou ao árbitro sobre a cusparada e que a mídia divulgou de forma errônea. Ela ainda ressaltou que o atacante só fora expulso duas vezes na carreira, sendo que em uma delas quando era júnior.

O relator do processo, José Mauro Couto de Assis, votou para a pena de Neto Baiano, que esteve presente ao julgamento, fosse reduzida para três jogos. O presidente em exercício do STJD, Virgílio Val, acompanhou o relator. Porém, os três auditores, Caio Rocha, Franscisco Mussnich e Alexandre Quadros, divergiram e votaram para que a pena fosse de cinco jogos de suspensão.

Assim, Neto Baiano estará novamente à disposição do técnico Paulo César Carpegiani no dia 12 de julho, contra o Santos, no Estádio Manoel Barradas, pela 10ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Revista “Quem Acontece” destaca a presença de Ivete Sangalo no Barradão no dia do jogo contra o Grêmio



As comemorações dos 37 anos de Ivete Sangalo, no restaurante Soho, com direito a festa a fantasia e 350 amigos, foram retratadas em matéria de capa na revista “Quem Acontece” deste mês de junho, que destacou, também, a homenagem que a musa rubro-negra fez ao Vitória, dia 31 de maio, por ocasião do jogo contra o Grêmio, no Estádio Manoel Barradas.

Na festa das faixas do tricampeão baiano, simultaneamente com a confirmação de Salvador como uma das sedes da Copa do Mundo, Ivete compareceu ao Barradão com um coração vermelho e preto desenhado na barriga para homenagear o bebê que está para chegar e o seu amado Vitória.

Passe nas bancas e adquira seu exemplar de “Quem Acontece” para ler a reportagem completa sobre a presença de Ivete no Barradão e a festa dos 37 anos da nossa musa.

Washington e Cristian acertam saída no Vitória

Mais dois jogadores acertaram rescisão de contrato na tarde desta quinta-feira (18), na Toca do Leão. Como já era esperado, o atacante Washington e o meia Cristian estão de malas prontas. Washington acertou transferência com o clube paulista São Caetano, enquanto Cristian vai para o Fortaleza, clube o qual já jogou. Os dois atletas acertaram acordo de saída amigável com o clube. Outro que ainda está no impasse para sair é o atacante Nadson. A diretoria se reuniu com o procurador do jogador nesta tarde de quinta-feira (18) e o acordo pode ter saído, mas nada ainda foi declarado oficialmente.

Botafogo diz que pode ceder jogador em troca de Marquinhos, do Palmeiras

O presidente do Vitória, Jorge Sampaio, admitiu nesta quinta-feira negociar o meia Marquinhos, atualmente no Palmeiras, com o Botafogo. Mas, em contrapartida, o clube de General Severiano terá de ceder um jogador para os rubro-negros. E o vice de futebol alvinegro, André Silva, disse concordar com o desejo do colega baiano.

- Esse desejo é pertinente e não me nego a ceder alguém para o Vitória, mas ainda preciso conversar com Anderson (Barros, gerente de futebol do Botafogo) e com a Traffic (empresa que detém 30% dos direitos econômicos de Marquinhos) para detalharmos melhor este processo – afirmou André Silva.

O vice de futebol do Botafogo reafirmou o interesse na contração de Marquinhos por considerá-lo excelente jogador. Para dar continuidade à tentativa de acerto, os alvinegros vão aproveitar a viagem para Salvador, já que enfrentarão o Vitória neste sábado, no Barradão, pelo Campeonato Brasileiro, para se reunirem com os dirigentes baianos.

- Já que vamos para a Bahia por causa do jogo, faremos uma reunião com o Vitória para negociarmos melhor a transferência de Marquinho para o Botafogo. Estamos atrás de um jogador e o perfil dele é o que a gente quer – disse o vice de futebol.

André Silva não pode se estender na conversa sobre Marquinhos com a equipe do GLOBOESPORTE.COM porque estava resolvendo problemas, já que o seu carro acabara de ser recuperado. Ele foi assaltado na última quarta-feira, no bairro do Catete, Zona Sul do Rio, e teve documentos, celular e o carro roubados.

Insatisfeito com rendimento em coletivo, Carpegiani admite mudanças



Apesar de ocupar um posto no G-4 após seis rodadas do Brasileirão, o Vitória ainda busca um time ideal. Após o coletivo desta quarta, que durou cerca de uma hora, o técnico Paulo César Carpegiani mostrou-se insatisfeito com o rendimento dos titulares e admitiu mudanças na equipe que enfrenta o Botafogo, domingo, no Barradão. O ataque é o setor menos prestigiado.

– Estamos criando e precisamos marcar os gols. Não tenho medo de usar os “guris”, precisamos solucionar o problema do nosso ataque e não hesitarei em lançar os garotos no time – afirmou, referindo-se aos atacantes Neto Berola, Robert e Edson, este último ainda dos juniores.

Além do setor ofensivo, que marcou apenas cinco gols em seis jogos – está à frente apenas do Fluminense no quesito -, a lateral-esquerda também preocupa. Carpegiani lamenta ainda não poder utilizar Leandro, contratado há três semanas e ainda não regularizado.

– Espero uma definição da diretoria em relação a Leandro. Quero usar o jogador que está contratado e ainda não pode jogar – disse.

Além de Leandro, William ainda se recupera de uma contusão muscular e não tem condições de jogo. Robson, titular contra o Internacional, deu vaga a Adriano no treino coletivo. Com isso, Ramon Menezes foi adiantado ao lado de Roger no ataque.

No coletivo, que terminou em 1 a 1, o volante Carlos Alberto também atuou entre os titulares, no lugar de Uelliton, expulso no último domingo. O zagueiro Victor Ramos foi poupado, mas não preocupa.

Vitória vive tensão interna. Dirigentes brigam pelo poder



O clima não é bom na direção do Vitória. Uma polêmica interna foi a público nesta terça-feira (16/06) na rádio Itapoan FM.

O apresentador José Eduardo denunciou que um grupo de conselheiros estaria trabalhando nos bastidores para derrubar o presidente Alexi Portela Jr. Dentre eles, o ex-secretário da Fazenda, Albérico Mascarenhas, o ex-ministro Rodolpho Tourinho e o ex-diretor rubro negro, Valtércio Fonseca.

O ex-presidente Ademar Pinheiro Lemos, também citado na matéria, entrou no ar e disse que não faz parte desse grupo, mas não apóia o diretor Carlos Falcão como candidato a presidência do Vitória. Falcão seria o candidato apoiado por Alexi Portela.

Árbitro alagoano para jogo Vitória x Botafogo

O Vitória terá seu jogo deste sábado, contra o Botafogo, no Estádio Manoel Barradas, apitado por Francisco Carlos Nascimento. Será o segundo árbitro da Federação de Futebol de Alagoas a trabalhar em um jogo do rubro-negro: o primeiro foi Charles Hebert Cavalcante Ferreira na partida que o tricampeão baiano venceu o Sport por 1 a 0 na segunda rodada do Campeonato Brasileiro.

Os assistentes serão Carlos Titara da Rocha e Otávio Correia de Araújo Neto, ambos do quadro da FAF. Carlos Roberto Gibaut Nogueira, da Federação Bahiana de Futebol, será o quarto árbitro (reserva), enquanto Wilson Paim, presidente da Comissão de Arbitragem da FBF, funcionará como observador.

O Vitória já teve este ano jogos apitados pelo paranaense Heber Roberto Lopes (Fifa), pelo catarinense Celso Amorim (Aspirante-Fifa), duas vezes cada, e pelo carioca Wagner Tardelli (Especial), que é filiado ao quadro da Federação Catarinense.

“Arraia” da base será nesta quinta-feira à noite

Em mais uma iniciativa do Serviço Social, nesta quinta-feira, dia 18, será realizada a festa junina da Divisão de Base, reunindo 108 atletas e funcionários. O estacionamento da parte superior do complexo esportivo Benedito Dourado da Luz já foi decorado e iluminado para o “arraiá” da garotada.

Os conselheiros que colaboraram para a festa foram: Elian Pereira, Fábio Mota, Alberto Hiltner, Luis Alberto Carneiro, Luis Roberto Santana, Adalto Júnior, Adilson Afonso, Manoel Batista, Jorge Catharino Gordilho, Manoel Luiz Matos, Luiz Alberto Leal, João Vicente Santos, Alceu Hiltner, Rosenvaldo Rios,Olavo José, Ronaldo Nadyer, André Chagas, Marco Antônio Quintela, Armando Afonso, Antonio Leal, Lindemberg Serrão, Antonio Vilas Boas, Emerson Ventura, Antonio Reis, Carlos Alberto Souza, Luciano Souza, Walter Fernandez Neto, Paulo Souza, Edison Baía e Vladson Menezes.

Processo contra atletas e massagista foi extinto sem julgamento

O processo 126/09 envolvendo os atletas Jackson, Leandro Domingues, Marco Aurélio, Adriano e Luciano Almeida, este que já deixou o clube, e o massagista Reginaldo Nunes, foi extinto sem o julgamento do mérito. O julgamengo estava previsto para a noite desta terça-feira, no Tribunal de Justiça Desportiva da FBF (Federação Bahiana de Futebol).

A 1ª Comissão Disciplinar do TJD entendeu que não poderia haver uma nova denúncia sobre os mesmos fatos que já tinham sido objeto de processo anterior. Os jogadores e o massagista foram denunciados por envolvimento no tumulto após o Ba-Vi decisivo do dia 5 de maio, quando o Vitória conquistou o tricampeonato baiano.

Jogadores treinam em dois turnos e técnico Paulo César Carpegiani comanda primeiro coletivo da semana

Os jogadores rubro-negros se reapresentaram nesta terça-feira, pela manhã, para treino em dois períodos, no Centro de Treinamento Manoel Pontes Tanajura, após empate sem gols com o Internacional, em Porto Alegre, no último domingo.

No turno matutino, os jogadores realizaram um trabalho físico com o preparador Ednílson Sena. Pela parte da tarde, Paulo César Carpegiani comandou um coletivo, com 60 minutos de duração. O time teve três mudanças em relação ao que enfrentou o Inter.

Gléguer entrou no lugar do goleiro Viáfara, que fez um trabalho à parte com o preparador Luciano Júnior. Adriano foi deslocado para a ala-esquerda no lugar de Róbson, e Ramon Menezes formou a dupla ofensiva ao lado do atacante Roger.

O coletivo terminou com o placar de 3 x 0 para o time de coletes laranja, gols de Roger, Ramon Menezes e Apodi, e formou com: Gléguer; Wallace, Victor Ramos e Uelliton (mesmo suspenso ele treinou porque Anderson Martins esteve ausente); Apodi (Nino), Vanderson, Carlos Alberto (Magal), Leandro Domingues (Neto Berola) e Adriano (Bida); Ramon Menezes e Roger (Edson).

O time camisas cinza formou com: Badio (Thiago Régis); Bosco, Gabriel Paulista, Robson e Leandro; Magal (Carlos Alberto), Gil, Bida (Xavier) e Elkeson; Neto Berola (Washington) e Edson (Robert depois Adriano).

O meia Jackson, recuperado de uma contusão muscular na coxa direita, já iniciou trabalho de recondicionamento físico. O zagueiro Marco Aurélio e o meia Willian seguem no departamento médico com lesões musculares.

O zagueiro Anderson Martins, que se casou na ultima terça-feira, foi liberado e se reapresentará nesta quarta-feira. Já o volante Elton, que estave emprestado ao Marcílio Dias, de Santa Catarina, retornou ao rubro-negro e foi incorporado ao elenco principal.

Com 55% de aproveitamento, Carpegiani supera Mancini

O próximo confronto do Vitória é contra o Botafogo, 16º colocado neste inicio de Campeonato Brasileiro, apenas uma posição e um ponto acima da malfadada zona de rebaixamento. O time dirigido pelo técnico Ney Franco somente conquistou seu primeiro triunfo no campeonato na rodada passada, diante do Santos.
O resultado de 2 a 0 em cima do Peixe pode até motivar os cariocas para a partida contra o Vitória, mas, em contrapartida, a lembrança do último confronto diante do rubro-negro, no Barradão, puxa pela memória dos botafoguenses um inquestionável 5 a 2 em tarde inspiradíssima dos jogadores Ramon, Dinei e Marquinhos.
A goleada do Vitória naquela ocasião, décima rodada do campeonato, representava a terceira do time no torneio. Anteriormente, os comandados de Vágner Mancini, treinador na época, já haviam feito a farra sobre o Figueirense (4 a 0), na quarta rodada e Goiás (3 a 0), na oitava.
Comparação – Se os números do ataque do Vitória de Mancini impressionavam, ainda mais em comparação com a escassez de gols apresentadas pelo time de Carpegiani – a maior vantagem sob o comando do gaúcho foi de dois gols, na estreia do campeonato –, o atual treinador do Vitória pode se gabar de ter um melhor aproveitamento, ao fim das seis primeiras rodadas do Nacional, em relação a posição na tabela, número de pontos conquistados e porcentagem de aproveitamento.
O ponto conquistado no Beira-Rio, após empate sem gols diante diante do Internacional, manteve o time no G-4, posição que deixou de ocupar apenas na terceira rodada, após revés diante do Cruzeiro. Nas demais rodadas o Vitória sempre esteve entre os quatro classificáveis para a Libertadores. Incluindo agora, quando ocupa o quarto lugar, com um ponto acima do quinto.

Na época do atual treinador do Santos, o rubro-negro estava no décimo lugar – curiosamente a posição que terminaria o campeonato daquele ano.

Em termos de aproveitamento e pontos somados, a vantagem também é o técnico gaúcho. Paulo César Carpegiani já coleciona dez pontos – três triunfos e um empate – e 55% de aproveitamento no comando do Vitória, contra 8 pontos – dois triunfos e dois empates – e 44,4% de porcentagem do paulista Mancini.

Ouro fator que pende para um melhor desempenho do atual técnico do Leão em relação ao treinador do Brasileiro do ano passado é a qualidade dos adversários enfrentados.

Nos seis jogos deste ano, o Vitória já duelou com três equipes classificadas para as quarta-de-final da Libertadores – Cruzeiro, Grêmio e Palmeiras –, além de ter medido forças com o Sport, eliminado nas oitavas-de-final, após se classificar em primeiro no grupo da morte do certame continental.

Os baianos, ainda este ano, foram ao Sul do para encarar os campeões regionais Atlético-PR e Internacional, este último, inclusive, com vaga garantida na final da Copa do Brasil.

Inquestionavelmente a tabela do início do Brasileiro foi mais generosa para Mancini, no ano passado. O treinador, nas seis primeiras rodadas, fora os fortes Cruzeiro, Sport e Coritiba, enfrentou o Santos, na época em crise, e dois times que acabariam rebaixados ao fim do campeonato: Figueirense e Ipatinga.

Reapresentação – A comissão técnica e os jogadores do Vitória desembarcaram na tarde da última segunda-feira, 15, por volta das 17 horas, em Salvador. Nesta terça-feira, 16, os atletas treinarão nos dois turnos, visando o jogo contra o Botafogo.

Vídeo - Homenagem ao Esporte Clube Vitória

Um vídeo que eu fiz ao Esporte Clube Vitória



Está sem áudio, mas no próximo vídeo eu coloco com áudio.

Dirigente desconhece saída de Ramon do Vitória



Surgiu a notícia que o meia Ramon estaria saindo do Vitória. Segundo informações, agentes do clube América do México teriam sondado jogador, que estaria de malas prontas por estar insatisfeito com o banco de reservas do Vitória. Porém, na tarde deste domingo (14), o dirigente Jorginho Sampaio disse não estar ciente desta informação. “Eu soube desta notícia, mas não tenho nenhum conhecimento sobre isso. Ramon é peça muito importante na equipe de Carpegiani e se depender de nós ele continua”, comentou o dirigente. Na partida contra o Internacional, Ramon nem chegou a entrar no segundo tempo, o que eu mostra a soberania do meia Leandro Domingues no time.

Vídeo - Internacional 0 x 0 Vitória

Inter empata com o Vitória e perde a liderança do Brasileiro

O Internacional não é mais líder do Campeonato Brasileiro, apesar de continuar invicto. Com um time formado basicamente por reservas, o Colorado ficou no 0 a 0 com o Vitória na noite deste domingo no Beira-Rio e caiu para o segundo lugar. O Rubro-Negro segue no G-4, agora na quarta posição.

Os titulares do Inter voltam a atuar nesta quarta-feira. O time faz a primeira partida da final da Copa do Brasil contra o Corinthians, no Pacaembu, às 21h50m. Pelo Brasileiro, o Colorado enfrenta o Flamengo no domingo, 18h30m, no Maracanã. O Vitória também terá um carioca pela frente. A equipe rubro-negra recebe o Botafogo no Barradão, no sábado, às 18h30m.

Equilíbrio e poucas chances

Como era de se esperar em um confronto direto pelas primeiras posições do Campeonato Brasileiro, o jogo começou muito equilibrado. O Inter tinha mais posse de bola, mas o Vitória não se intimidou no Beira-Rio e também buscou o ataque.

O equilíbrio, no entanto, não se transformou em chances de gol. O primeiro lance de perigo do primeiro tempo aconteceu apenas aos 32 minutos. Vanderson pegou a bola rebatida por Danny Morais e soltou a bomba, acertando a trave de Michel Alves.

O Inter demorou mais ainda para chegar bem e o goleiro Viáfara fez sua primeira defesa apenas aos 39 minutos, depois que Talles Cunha fez boa jogada individual e chutou cruzado, da entrada da área. No último lance da etapa, o Colorado teve sua melhor chance, mas Rosinei errou o chute na pequena área, depois de receber passe de Giuliano.

Segundo tempo

Parecia até que era em Salvador. Empurrado principalmente pelas descidas de Apodi pela direita, o Vitória voltou com tudo para o segundo tempo, dando trabalho para Michel Bastos. Aos seis minutos, o lateral cruzou, Roger ajeitou de calcanhar e Leandro Domingues soltou a bomba para a grande defesa de Michel Alves.

Vendo a situação complicada de seu time, Tite desistiu rapidamente de poupar seus principais atletas. Taison e Andrezinho substituíram Talles Cunha e Rosinei. A mudança deu certo e foi o Colorado quem passou a pressionar.

Saiu do pé de Andrezinho o lance de maior perigo para os donos da casa na segunda etapa, ainda que sem querer. O meia cobrou falta, Bolívar não conseguiu desviar e Viáfara espalmou a bola no susto. Mas o Vitória, que ainda teve o volante Uelliton expulso aos 45 minutos, conseguiu segurar o ímpeto gaúcho e o empate sem gols.

Ficha técnica:

INTERNACIONAL 0 x 0 VITÓRIA

INTERNACIONAL

Michel Alves,Bolívar, Danny Morais, Sorondo e Marcelo Cordeiro; Glaydson, Maycon, Rosinei (Andrezinho) e Giuliano; Talles Cunha (Taison) e Alecsandro (Leandrão).
Técnico: Tite.

VITORIA
Viáfara, Wallace, Victor Ramos e Anderson Martins; Apodi, Vanderson, Uelliton, Leandro Domingues e Robson (Magal); Adriano (Carlos Alberto) e Roger (Edson).
Técnico: Paulo César Carpegiani.
Gols:
Cartões amarelos: Rosinei, Danny Morais e Giuliano Internacional); Adriano, Vanderson, Robson, Uelliton, Victor Ramos e Anderson Martins (Vitória). Cartão vermelho: Uelliton
Estádio: Beira-Rio. Data: 14/06/2009. Árbitro: Célio Amorim (SC). Auxiliares: Carlos Berkenbrock (SC) e Luis Alberto Kallenberger (SC).

Inter terá o uruguaio Sorondo na zaga contra o rubro-negro

O zagueiro uruguaio Sorondo será a atração do Inter no jogo deste domingo, contra o Vitória, às 18h30, no Beira-Rio. Ele vai substituir Álvaro, que seria aproveitado na partida mas está debilitado por causa da uma forte gripe.A provável escalação do Inter para o domingo é: Michel Alves, Bolívar, Danny Morais, Sorondo e Marcelo Cordeiro. Glaydson, Maycon (Rosinei) Giuliano e Andrezinho, Talles Cunha e Alecsandro.

Inter x Vitória terá trio de arbitragem de Santa Catarina: Célio Amorim (Aspirante Fifa) assistido por Carlos Berkenbrock (Fifa) e Luís Alberto Kallenberger. O quarto árbitro (reserva) será Ronaldo Santos da Silva (RS).

Programação da garotada para este fim de semana

Sábado

Categoria: Sub-16 (Juvenil B)
Vitória x Galícia
Hora: 8h30
Local: Campo 2 do Centro de Treinamento Manoel Pontes Tanajura

Categoria: Sub-17 (Juvenil A)
Vitória x Modelo Esporte Clube
Hora: 10h
Local: Campo 2 do Centro de Treinamento Manoel Pontes Tanajura

Categoria: Sub-15 (Infantil A)
Vitória x Vitorinha de Sobradinho
Hora: 14h
Local: Campo 2 do Centro de Treinamento Manoel Pontes Tanajura

Categoria: Sub-14 (Pré-infantil)
Vitória x Vitorinha de Sobradinho
Hora: 15h
Local: Campo 2 do Centro de Treinamento Manoel Pontes Tanajura

Domingo

Categoria: Pré-mirim
Vitória x Escolinha Santo Antônio de Jesus
Hora: 10h
Local: Campo 2 do Centro de Treinamento Manoel Pontes Tanajura

Categoria: Sub-14 (Mirim)
Vitória x Escolinha Santo Antônio de Jesus
Hora: 11h
Local: Campo 2 do Centro de Treinamento Manoel Pontes Tanajura

Inimigo íntimo, Carpegiani espera manter no Vitória bom retrospecto no Beira-Rio




O bom filho à casa torna. Domingo, às 18h30m, é dia de um novo reencontro entre Paulo César Carpegiani, técnico do Vitória, e o Internacional, no Beira-Rio.

Cria do Colorado, onde foi bicampeão brasileiro e heptacampeão gaúcho, o técnico do Rubro-Negro não esconde a satisfação em voltar ao palco que o projetou para o futebol.

- Devo demais ao Inter, tenho uma relação especial com a torcida, que é fanática, mas é óbvio que quero vencer. Quando não estão contra mim torço para que sejam campeões de tudo, serei Inter na final da Copa do Brasil. Aliás, isso vale também para o Flamengo. Quero sempre ver esses times ganhando tudo - declarou.

Carpegiani tem motivos de sobra para acreditar no triunfo. Além da boa campanha dos baianos, que ocupam a terceira posição do Brasileiro, com nove pontos, o técnico perdeu apenas um jogo como técnico adversário e visitante do Inter,em 2007, nos 3 a 0 dos gaúchos sobre o Corinthians.

- Vai ser duríssimo, não existe essa de time misto por conta da Copa do Brasil, eu também estou cheio de desfalques - disse, em referência aos lesionados Jackson e Bida, e ao suspenso Neto Baiano.

Carpegiani destacou a derrota por 2 a 0 para o Cruzeiro, no Mineirão, como a única partida ruim do time no Brasileiro. Para ele, o time ainda precisa provar para si e os outros que o bom início na competição não seja apenas uma arrancada de 'cavalo paraguaio'.

- Ainda precisamos manter o bom nível por um tempo, aí poderemos saber realmente aonde poderemos chegar no Brasileiro - finalizou.

Carpegiani decide apostar na força jovem do Leão e relaciona o garoto Neto Berola para jogo contra o Internacional

O garoto Neto Berola, 21 anos, vice-artilheiro do Campeonato Baiano com 13 gols, foi pela primeira vez relacionado pelo técnico Paulo César Carpegiani e pode fazer sua estréia no time rubro-negro, domingo, contra o Inter (RS), em jogo válido pela sexta rodada do primeiro turno do Campeonato Brasileiro da Série A.

“Estou muito contente com a oportunidade e se for escalado espero corresponder à expectativa do treinador. Estou ambientado com o grupo e me sinto preparado”, comentou Berola, após saber que está entre os 18 jogadores que viajam na tarde desta sexta-feira para Porto Alegre.

Carpegiani comandou 50 minutos de coletivo na manhã desta quinta-feira, 11 de junho, Feriado de Corpus Christi, no campo 2 do Centro de Treinamento Manoel Pontes Tanajura. Com dores musculares, o volante Vanderson, o goleiro Viáfara, em tratamento de uma pancada no joelho, e o zagueiro Anderson Martins, que se casou na quarta-feira, foram os ausentes.

Perfeccionista, Carpegiani interrompeu o treino por diversas vezes para corrigir posicionamento dos jogadores. O técnico reafirmou sua disposição de fazer uma única modificação na equipe em relação àquela que enfrentou o Palmeiras: Willian como ala no lugar do lateral-esquerdo Robson.

Anderson Martins foi casar em Fortaleza e o supervisor Mário Silva montou o esquema para o zagueiro se incorporar à delegação nesta sexta-feira, em Porto Alegre. Sábado, pela manhã, ele treina com o grupo no campo suplementar do Estádio Olímpico, do Grêmio.

O coletivo foi vencido pelo time com camisa cinza por 2 x 0, gols de Adriano e Roger. O time formou assim: Gleguer, Wallace, Victor Ramos e Uelliton; Apodi, Magal, Carlos Alberto, Leandro Domingues e Willian; Adriano e Roger.

O treinamento apronto foi acompanhado pelo presidente Alexi Portela Júnior, o Vice Executivo Jorge Sampaio, diretor de futebol Raimundo Queiroz e o supervisor Mário Silva.

Os jogadores voltam a treinar nesta sexta-feira, às 9 horas, e ao meio-dia seguem para o Aeroporto Deputado Luís Eduardo Magalhães. O embarque será às 14 horas, via São Paulo. Viajam 18 atletas:

Goleiros – 1 Viafara e 12 Gleguer
Laterais – 2 Apodi e 25 Robinho;
Zagueiros – 3 – Wallace, 4 Anderson Martins e 6 Victor Ramos;
Volantes – 5 Vanderson, 16 Uelliton, 27 Magal e 7 Carlos Alberto;
Meias – 10 Ramon Menezes, 20 Willian e 17 Leandro Domingues;
Atacantes – 18 Adriano, 32 Edson, 23 Roger e 34 Neto Berola.

LEANDRO - Jorge Sampaio disse nesta quinta-feira que acredita solucionar na próxima semana o impasse para que o Porto, de Portugal, libere a transferência de Leandro para o lateral-esquerdo jogar o Campeonato Brasileiro.

Paulo César Carpegiani exige triunfo do Vitória sobre o Internacional, no Beira-Rio

A derrota de 2 a 1 para o Palmeiras, na última rodada do Campeonato Brasileiro, não estava nos planos do Vitória. Insatisfeito com o desempenho do time rubro-negro, o técnico Paulo César Carpegiani exige um triunfo dos baianos no confronto contra o Internacional domingo, no Beira-Rio.

- Tínhamos como meta estar disputando o primeiro lugar da competição neste jogo. Porém, infelizmente, não conseguimos ganhar do Palmeiras. Agora vamos ter que vencer o Inter.

Para o confronto contra o Internacional, o atacante Neto Baiano, ainda suspenso, continua fora da equipe. Roger segue como titular do ataque. O goleiro Viáfara está tratando o joelho direito e não deve ser problema para partida.

Camisa 110 já na loja virtual

Caros torcedores, nossa loja virtual já recebeu as primeiras unidades do padrão 110. Quem quiser garantir o seu basta acessar o site para fechar o negócio: www.vitoria1899.com.br



Fonte - Marketing ECV

Vitória depende de acordo entre Flu e Porto para escalar Leandro



O Vitória ainda aguarda a liberação do Porto para o técnico Paulo César Carpegiani saber se vai poder contar com o lateral-esquerdo Leandro na partida deste domingo contra o Internacional, no Beira-Rio.

O jogador ainda não está 100% na forma física e ainda terá que readquirir ritmo de jogo para poder atuar os 90 minutos da partida. Mas existe outro problema que pode impedir a estreia do lateral na partida deste domingo: a regularização vinda da equipe do Porto para o atleta poder atuar pelo time rubro-negro.

Leandro só terá a regularização feita quando o Fluminense, seu último clube, depositar o valor que deve à equipe do Porto. Enquanto isso não acontece, o jogador deve continuar treinando e aguardando a posição da equipe carioca quanto à dívida, e da equipe lusitana, pela liberação.

A Traffic deve intermediar essa negociação, já que a empresa possui bom relacionamento e vínculo com as duas equipes brasileiras. Caso não obtenha sucesso nessa negociação, Carpegiani deve utilizar o meia William na posição de ala esquerda, repetindo improvisação bem-sucedida no triunfo contra o Grêmio.

Catarinense do quadro da Fifa vai apitar jogo no Beira-Rio

O árbitro catarinense Célio Amorim vai apitar Inter (RS) x Vitória, às 18h30 deste domingo, no Estádio da Beira-Rio, em Porto Alegre. Amorim comandou o jogo Atlético (PR) 0 x 2 Vitória na primeira rodada do Campeonato Brasileiro, dia 10 de maio, na Arena da Baixada, em Curitiba.

Um dos seus assistentes – Carlos Berkenbrock, também do quadro da Fifa – trabalhou no jogo em Curitiba. O outro assistente será Luís Alberto Kallenberger.

Como quarto árbitro foi designado Ronaldo Santos da Silva, da Federação Gaúcha de Futebol, e o observador será o ex-árbitro gaúcho José Mocellin.

Montagem - Jahia

Camisa do pitbull

Em breve estará nas lojas, mas você conhece aqui em primeira mão a camisa de nosso pitbuul. Ele mesmo foi surpreendido com o produto e aprovou o que viu. Tirou até foto, como você pode ver abaixo. A previsão é início de julho e a produção está a cargo da empresa Estilo Carioca.





Fonte: Marketing ECV

Mais dois jogadores deixam o Vitória

A diretoria do Vitória informou nesta terça-feira a dispensa de mais dois jogadores que não estavam nos planos do treinador Paulo César Carpegiani. O lateral-esquerdo Luciano Almeida e o atacante André Luís deixaram oficialmente o clube.

O atacante André Luís vai defender o Criciúma, de Santa Catarina. O lateral-esquerdo Luciano Almeida ainda não acertou com nenhuma equipe.

No próximo sábado, o Leão enfrenta o Inter, às 18h30m, no Beira-Rio, em partida válida pela sexta rodada do Brasileirão.

Destaque - Viafara



Ano passado, por causa da queda de rendimento de Ney, uma “muralha” na Série B, o clube descobriu no Atlético do Paraná o colombiano Julian Ramiro Viáfara Mesa. Ele chegou ao rubro-negro baiano em maio de 2008 com uma certa indiferença da imprensa, afinal, estava sem chances no rubro-negro paranaense.

Bastou, no entanto, a estréia contra o Sport Recife, dia 17 de maio, um sábado à tarde, na Ilha do Retiro, em Recife, para convencer a torcida e, especialmente a imprensa, que depois da “muralha”, o Vitória ganhava um “paredão”. Três impressionantes defesas em finalizações de Carlinhos Bala e Romerito – uma delas a queima roupa – realçaram a presença do colombiano no gol do rubro-negro.

Nascia ali um novo ídolo. Unanimidade entre os torcedores, destacado pela imprensa, Viáfara transformou-se em destaque do Vitória na campanha de 2008 quando a equipe ficou entre as 10 primeiras no Brasileiro da Série A e assegurou classificação para a Copa Sul-Americana este ano.

Ágil debaixo da trave, bom na reposição de bola, e perfeito na antecipação dos lances, posicionando-se como líbero, Viáfara despertou interesses de outros clubes e o Flamengo, oficialmente, acenou com uma proposta vantajosa antes mesmo do encerramento do Brasileiro.

Só que este colombiano de Cali, 31 anos completados dia 19 de maio, rendeu-se aos encantos de Salvador, o calor e carinho da torcida do Leão, e comprometeu-se: renovaria contrato caso não surgisse uma oferta de fora do país. E cumpriu a promessa, renovando por mais um ano. “Sou mais um baiano”, costuma dizer.

Trocou o frio de Curitiba pelo clima tropical de Salvador e adaptou-se perfeitamente com a esposa Paola e a filha de um ano, Lua. “No Sul (Paraná), ela (Lua) só vivia com problemas respiratórios; aqui, está esperta”, vibra.

Um dos mais importantes jogadores do Vitória, Julian Ramiro Viáfara Mesa, nascido dia 19 de maio de 1978, em Cali (Colômbia), 1m85, 92 kg, confessa estar feliz. E faz a torcida feliz com sua segurança debaixo da trave, defesas impressionantes, e decisivas como nos dois pênaltis que pegou contra ASA e Atlético Mineiro garantindo o avanço do time na Copa do Brasil.

Poucos no Brasil têm conhecimento, mas Viáfara não iniciou a carreira no gol. Primeiro, foi atacante. Não deu certo e virou zagueiro: “Fui para o gol porque era ruim e fazia muito gol contra”, revela. Quando saiu da Escola Boca Júnior para o Independiente Medellin, de Cali, já foi como goleiro e aí começou a carreira que já lhe rendeu passagens pela seleção do seu país.

Filho de Ramiro Viáfara, ex-jogador de futebol do América de Cali, Independiente Santa Fé, Independiente de Medellín e Deportivo Cali, Viáfara defendeu além do Independiente as equipes do Tolima (Colômbia), América de Cali e foi importado pelo Atlético do Paraná em 2007.

Fã do conterrâneo Higuita, que já deixou o futebol, aventura-se a cobrar falta: “Parei agora, não que Carpegiani (o técnico Paulo César) tenha proibido. Estou dando um tempo, mas sou o terceiro jogador na lista dos batedores de pênaltis”. Ano passado, com o treinador Vagner Mancini, o goleiro chegou a cobrar faltas em diversos jogos e algumas delas com perigo.

Numa iniciativa inédita em Salvador, Habib’s faz parceria com Vitória e vai comercializar seus produtos dentro da arena Barradão


Foi formalizada nesta segunda-feira, 8 de junho, a parceria entre Esporte Clube Vitória e o Habib’s fast-food, em evento na churrascaria Fogo de Chão, contando com as presenças de Alexi Portela Junior, presidente do ECV, e Belchior Saraiva Neto, vice-presidente da Rede Habib´s. Pela primeira vez no cenário do futebol baiano, um fast-food estará patrocinando e comercializando efetivamente seus produtos dentro de uma arena de futebol.

Além do presidente Alexi Portela, participaram do evento o vice Carlos Sérgio Falcão, o Vice-presidente do Conselho Deliberativo, Silvoney Sales, o presidente do Conselho Fiscal, Nilton Sampaio, o Vice-presidente Executivo, Jorge Sampaio, os diretores Carlos Alberto Silveira, Nilton Sampaio Filho, Epifânio Carneiro, Pedro Amâncio, Mário Ferrari e o presidente do Conselho de Ética, Christovão Rios de Britto.

Os jogadores foram representados por Uelliton, Wallace, Vanderson, Vicgtor Ramos, Adriano e Viáfara. Os atletas da Divisão de Base, Arthur Maia e Gustavo, serviram de modelo para apresentação da camisa com a logomarca do patrocinador.

O vice-presidente do Habib’s roubou a cena durante a apresentação ao tirar o paletó e ficar vestido com uma camisa oficial do Vitória. Foi aplaudido entusiasticamente pelos convidados.
“Estamos animados com a parceria com o Vitória, o tricampeão baiano, já que o Habib’s se associa a um dos clubes mais admirados do país, além de reforçar a nossa marca junto aos baianos freqüentadores dos estádios e apaixonados por futebol”, festeja Belchior Saraiva Neto.

Alexi Portela, Carlos Falcão e Jorge Sampaio falaram pelo Vitória: “Estamos num processo de modernização de nossa arena e muito satisfeitos com esta parceria”, revela Alexi Portela.

Pelo acordo, o Habib’s estará investindo na criação de uma estrutura de produção com pontos de distribuição, dotada de logística e controle de qualidade rigorosos, para dar atendimento aos torcedores nos eventos da arena, além de colocar suas lojas de todo o país à disposição dos atletas e da comissão esportiva do Vitória.

O Habib’s venderá um kit diferenciado, composto por bib´sfiha folhada de mussarela com tomate seco, kibe frito e pastel de Belém, acondicionados em uma embalagem especial para que chegue quente até o torcedor.

O item controle de qualidade foi um fator fundamental para que a diretoria do Esporte Clube Vitória aprovasse a parceria com o Habib’s, uma vez que o Estatuto do Torcedor é bastante claro no que diz respeito à alimentação e higiene (“O torcedor tem direito à higiene e à qualidade das instalações físicas dos estádios e dos produtos alimentícios vendidos no local” – Capítulo VII Art. 26).

O Habib’s ainda exibirá sua logomarca estampada nas mangas das camisas do uniforme oficial e de treino do Vitória.

Para o Habib’s, a parceria reforça o apoio que o fast-food desenvolve no futebol brasileiro e presenteia os apaixonados por futebol de Salvador, onde a marca mantém seis lojas.

O Habib’s é a maior rede de fast-food árabe do mundo. Suas 305 lojas recebem 150 milhões de clientes e seu principal produto, a bib’sfiha, é o item mais vendido entre os fast-foods do país, com 650 milhões de unidades vendidas por ano.

Jogo duro do Vitória e lesão afastam palmeirense Marquinhos do Botafogo



O Botafogo esteve muito perto de anunciar no último fim de semana o meia-atacante Marquinhos, do Palmeiras, como reforço. No entanto, uma sucessão de problemas adiou o sonho alvinegro. Com os direitos federativos divididos entre a Traffic e o Vitória, o jogador seria repassado ao Glorioso pela empresa, também parceira do clube, mas os baianos impediram o acerto.

Pouco utilizado no Palestra Itália, Marquinhos tem contrato com o Palmeiras até julho de 2010 e seria emprestado ao Botafogo até o fim da temporada. O Vitória, no entanto, acredita que, caso não seja aproveitado no Verdão, o destino natural devia ser um retorno a Salvador.

Neste domingo, Palmeiras e Vitória se enfrentaram em São Paulo e um representante da Traffic esteve em vão na cidade para tentar fazer a diretoria baiana mudar de ideia. Marquinhos já tinha até mesmo sido liberado por Vanderlei Luxemburgo e acertado os salários com o Glorioso.

Como se não bastasse o jogo duro do Rubro-Negro baiano, um outro empecilho surgiu nesta segunda-feira: Marquinhos foi operado de hérnia inguinal e ficará cerca de 15 dias longe do gramados. Diante disso, a diretoria do Botafogo ainda não decidiu se continua ou não tentando o negócio. Nesta segunda-feira, o vice de futebol, André Silva, revelou que a prioridade é contratar jogadores que cheguem prontos para jogar.

Próximo adversário do Leão empatou com o Cruzeiro

Próximo adversário rubro-negro no Brasileiro da Série A, o líder Internacional (13 pontos) teve interrompida sua campanha de 100% de aproveitamento ao empatar por 1 a 1 com o Cruzeiro, neste domingo, no Mineirão. E ainda perdeu o goleiro Lauro para o jogo de domingo no Beira-Rio, às 18h30.

Magrão marcou o gol do Inter que atuou com a seguinte formação: Lauro, Bolívar, Índio, Danny Morais e Marcelo Cordeiro (Danilo); Guiñazu, Sandro, Magrão, Andrezinho (Giuliano), Taison e Alecsandro (Michel Alves).

Dirigente do Leão detona assistente e pede afastamento de mulheres da arbitragem



O vice-presidente Executivo do Vitória, Jorge Sampaio, ficou revoltado com a assistente Márcia Bezerra Lopes Caetano (Fifa-RO), que não validou um gol baiano na derrota por 2 a 1 para o Palmeiras, neste domingo, no Palestra Itália. O Leão, por meio da Federação Bahiana de Futebol, fará um protesto à Comissão de Arbitragem.

Na avaliação do dirigente, a assistente cometeu um erro grave na partida (veja o lance no vídeo). A revolta era tanta após o jogo que Jorge Sampaio pediu o afastamento da arbitragem feminina nas partidas entre homens.

- A gente sabe que a nossa voz nordestina é fraca e pouco ouvida no eixo Rio-São Paulo, mas quero um encontro com o Sérgio Corrêa (chefe da Comissão de Arbitragem) para mostrar à CBF que mulher tem que apitar e bandeirar jogo de mulher. Futebol feminino existe para isso. A bola entrou e não foi pouco. Pelo menos dois palmos - protestou o dirigente.

Vídeo - Dinei gol aos 9 segundos

Campanha:"Volta Dinei!"

Viafara lamenta gols perdidos pelo time rubro-negro

O goleiro Viafara deixou campo abatido após o Vitória sofrer um gol nos acréscimos e perder para o Palmeiras por 2 a 1 neste domingo, pelo Campeonato Brasileiro. Segundo ele, o time baiano poderia ter resolvido o jogo se não tivesse perdido algumas oportunidades no ataque.

- Não podemos perder tantos gols contra uma equipe grande. Acho que faltou tranquilidade em alguns lances. Agora temos que trabalhar mais para caprichar nas próximas vezes - comentou o goleiro, em entrevista à Rádio Sociedade.

Viafara teve boa atuação no Palestra Itália, mas não conseguiu impedir o gol de cabeça de Maurício Ramos, aos 46 minutos do segundo tempo.

Carpegiani: "Não sei como conseguimos perder esse jogo"



O técnico Paulo César Carpegiani deixou o gramado do Palestra Itália perplexo. Para o treinador, o empate com o Palmeiras já seria um resultado injusto, mas a derrota, com um gol sofrido nos acréscimos, foi inexplicável.

"Eu já achava que o empate era injusto o que eu vou dizer da derrota? Não sei como a gente conseguiu perder esse jogo", disse o treinador.

O treinador disse que só tinha elogios à atuação do time, que, a seu ver, dominou o jogo no primeiro e no segundo tempo. "Estou plenamente satisfeito. A equipe demonstrou dentro de campo, mesmo pressionada pela torcida adversária, que tem condições de fazer grande campanha. O que me preocupa é a quantidade de gols que perdemos, lamentou.

"Exageramos no requinte em fazer o gol bonito e pagamos o preço por isso", completou o treinador, que evitou criticar o atacante Roger por perdeu dois gols frente a frente com o goleiro Marcos.

Carpegiani também tentou poupar a arbitragem, mas não cedeu à tentação de criticar o erro da auxiliar Márcia Bezerra Lopes Caetano por não ter marcado o gol de Roger em defesa que o goleiro Marcos teria praticado depois que a bola cruzou a linha do gol.

"Tivemos um gol legítimo contra o Sport e agora outro aqui. E a coincidência é que nas duas vezes os gols foram anulados por uma mulher", reclamou, referindo-se ao contestado impedimento apontado pela alagoana Ticiana de Lucena Falcão Martins.

"Dinei pode estar voltando", diz Alex Portela



Em entrevista para a rádio Itapoan FM, o presidente do Vitória, Alexi Portela, esclareceu as negociações que o clube vem fazendo com alguns jogadores. O presidente comentou que o atacante Dinei, que esteve no clube no início de 2008, pode está voltando. “O contrato de Dinei está se encerrando e nós estamos acertando os detalhes para a volta desse jogador”. Além dessa informação, o presidente também desmentiu a negociação com o atacante Perea, que atua no Grêmio. “O salário dele é muito alto e o futebol também não nos chama tanta atenção. O Vitória não tem interesse nesse jogador”. Alexi ainda fechou com a informação da situação de Neto Baiano no Leão. “Ele vai ter que cumprir a suspensão. Sua procuradora, que também é sua mulher, nos confirmou que eles estão felizes no clube e não querem sair. É difícil competir com os salários do Japão. Mas confio nas palavras deles”, concluiu.

Vídeo - Lance duvidoso (Só pro juiz)

Vídeo - Palmeiras 2 x 1 Vitoria ( pra mim e pra todos Palmeiras 2 x 2 Vitoria)

Com gol nos acréscimos, Palmeiras vira sobre o Vitória e quebra jejum

Foi sofrido, mas o Palmeiras voltou a vencer depois de cinco jogos de jejum. Mesm com mais uma atuação irregular, o Verdão espantou a má fase ao vencer o Vitória por 2 a 1, de virada, em uma fria tarde de domingo, no Palestra Itália, pela quinta rodada do Campeonato Brasileiro. O gol que garantiu o triunfo foi marcado pelo zagueiro Maurício Ramos, aos 46 minutos do segundo tempo.

Com o resultado, o Verdão sobe para a sexta colocação, com oito pontos. O time não vencia desde o dia 9 de maio, quando bateu o Coritiba pelo mesmo placar. Já os baianos, que tiveram um gol legal não marcado pelo árbitro Heber Roberto Lopes, caem para terceiro, com nove, perdendo a vice-liderança.

O Palmeiras pega agora adversário que luta na Libertadores. No próximo domingo, encara o Cruzeiro, às 18h30m, novamente no Palestra Itália. Na quarta-feira seguinte, vai ao Uruguai para o decisivo duelo com o Nacional. Já o Vitória encara o líder Internacional, no mesmo dia e horário, no Beira-Rio.

Vitória é prejudicado pela arbitragem

O torcedor que se arriscou a sair de casa na fria tarde de domingo, em São Paulo, viu uma das piores exibições do Palmeiras na temporada. A pressão por ter de quebrar a série de cinco jogos sem vencer e o baixo rendimento de seus principais jogadores fez o Verdão esbarrar no bom momento vivido pelo Vitória, vice-líder do Brasileirão até o início da quinta rodada.

Cleiton Xavier, Diego Souza, Keirrison e Obina não se entenderam diante da marcação rubro-negra e sequer conseguiram uma finalização contra o gol de Viafara. Os laterais Henrique e Jefferson, outras opções do Alviverde para furar o bloqueio armado por Carpegiani, pouco apareceram. Para piorar, abriram duas avenidas em suas costas para que os baianos assustassem nos contra-ataques.

Com o passar do tempo, a má exibição começou a irritar o torcedor palmeirense e o técnico Vanderlei Luxemburgo, aos berros na beirada do campo. Melhor para o Vitória, que teve só não terminou a primeira etapa em vantagem por conta de nova grande partida do milagreiro de plantão, o goleiro Marcos, e de um erro do árbitro Heber Roberto Lopes.

Com espaço nos contra-ataques, o time de Salvador quase fez, aos 29 minutos. Róbson arriscou de fora da área, a bola explodiu em Pierre e sobrou na área para Adriano. Ele dominou e bateu forte, mas Marcos pegou. Aos 31, Apodi, em tarde inspirada, cruzou, Vanderson apareceu livre, mas Pierre fez o corte antes que o adversário finalizasse.

O grande e polêmico lance do primeiro tempo veio somente aos 40 minutos. Novamente Apodi fez o levantamento da direita, Roger subiu sem marcação e cabeceou para o chão. Marcos voou para o canto direito, fez linda defesa, mas a bola já havia ultrapassado a linha. O árbitro Heber Roberto Lopes, contudo, não deu o gol.


Apodi marca, mas Ortigoza salva o Verdão


No segundo tempo, o Palmeiras não teve tempo de colocar em prática as orientações do técnico Vanderlei Luxemburgo. Logo no primeiro minuto, em rápido contra-ataque, Leandro Domingues recebeu em velocidade, invadiu a área e chutou rasteiro. Marcos, com os pés, defendeu, mas a bola sobrou para Apodi, de pé esquerdo, empurrar para o gol vazio.

O Palmeiras teve a chance de empatar logo em seguida, aos seis. Cleiton Xavier cruzou da esquerda, Keirrison apareceu em boa condição na área, mas errou o toque e a bola saiu à esquerda. O lance animou a torcida do Verdão e o técnico Vanderlei Luxemburgo, que sacou o volante Mozart para a entrada do paraguaio Ortigoza.

Empurrado pela torcida e ajudado pelo recuo excessivo do Vitória, o Verdão passou a pressionar. Aos dez, Obina quase se transforma em herói. Jefferson levantou a bola para área, o centroavante acertou linda bicicleta e Viafara conseguiu fazer a defesa.

Na base do abafa, o Palmeiras chegou ao empate, aos 20 minutos. Cleiton Xavier tocou a bola em profundidade pelo meio da área, a defesa baiana parou pedindo impedimento e Ortgoza apareceu de frente para Viafara, tocando no canto direito e igualando o placar.

O Vitória voltou a ser perigoso nos contra-ataques e, por muito pouco, não fez o segundo. Aos 28 minutos, Roger disparou em velocidade e, na entrada da área, soltou a bomba para Marcos fazer ótima defesa. No rebote, Leandro Domingues disparou de longe e a bola explodiu no travessão.

Nos minutos finais, o Palmeiras esqueceu qualquer tática e, todo desorganizado, foi em busca da vitória. Aos 46 minutos, o gol da vitória alviverde. Após cobrança de escanteio, Maurício Ramos cabeceou forte, no canto esquerdo de Viafara, levando a torcida ao delírio e o técnico Vanderlei Luxemburgo a respirar aliviado.


Ficha técnica:
PALMEIRAS 2 x 1 VITÓRIA

PALMEIRAS
Marcos, Henrique (Souza), Maurício Ramos, Danilo e Jefferson; Pierre, Mozart (Ortigoza), Cleiton Xavier e Diego Souza; Keirrison (Deyvid Sacconi) e Obina.
Técnico: Vanderlei Luxemburgo.

VITORIA

Viafara, Victor Ramos, Anderson Martins e Wallace; Apodi, Vanderson, Leandro Domingues (Ramón Menezes), Uelliton e Róbson (Marco Aurélio); Roger e Adriano (Edson).
Técnico: Paulo César Carpegiani
Gols: Apodi, a um minuto, e Ortigoza, aos 20, e Maurício Ramos, aos 46 minutos do segundo tempo.
Cartões amarelos: Mozart e Keirrison (Palmeiras); Victor Ramos e Uelliton (Vitória)
Estádio: Palestra Itália. Data: 07/06/2009. Árbitro: Heber Roberto Lopes (PR). Auxiliares: Gilson Bento Coutinho (PR) e Márcia Bezerra Lopes Caetano (RO). Público: 16.118 pagantes. Renda: 347.561,54

Apodi viaja, mas sua escalação contra o Palmeiras não está garantida



Na madrugada desta sexta-feira, o lateral Apodi passou mal e sua escalação diante do Palmeiras, neste domingo, não está garantida. O jogador teve febre e infecção intestinal. O técnico Paulo César Carpegiani vai aguardar a reação do atleta, que já está medicado. Caso não tenha condições de atuar, Bosco ocupa a lateral-direita. As informações são do site oficial do Vitória.

O meia Jackson, com um centímetro de lesão na parte anterior da coxa direita, e Bida, com dores na parte posterior da coxa esquerda, ficaram em tratamento no departamento médico e não viajaram a São Paulo.

Sem acerto, Palmeiras e Vitória terão desfalques no confronto de domingo

As diretorias de Palmeiras e Vitória não chegaram a um consenso, e seus atletas que foram comprados recentemente ou emprestados ao outro clube não poderão participar da partida entre as equipes neste domingo, no Palestra Itália, pelo Campeonato Brasileiro. Desta forma, Marquinhos e Willians, que pertenceram ao time baiano no ano passado, e Washington e Willian, emprestados pelos paulistas aos nordestinos, não atuarão no confronto.

- Não houve um acerto entre as diretorias, então fica como está – disse Vanderlei Luxemburgo.

Marquinhos dificilmente jogaria contra os baianos, mesmo se houvesse um acerto entre as diretorias. Na tarde desta sexta-feira, o atacante queixou-se de dores na parede abdominal e, segundo o departamento médico palmeirense, o atleta será melhor avaliado para saber se há alguma ligação com a operação que o jogador foi submetido no começo do ano, quando foi detectada uma hérnia inguinal.

- Vamos examinar e ver se não há alguma associação com o outro problema que ele teve – disse Vinícius Martins, médico do clube.

Habib´s faz parceria e vai comercializar produtos no Barradão

Pela primeira vez no cenário do futebol baiano um fast-food estará patrocinando e comercializando efetivamente seus produtos dentro de uma arena. A iniciativa faz parte de um acordo a ser formalizado nesta segunda-feira, dia 8 de junho de 2009, entre o Esporte Clube Vitória e o Habib’s fast-food, representados por Alexi Portela Júnior, presidente do Vitória, e Belchior Saraiva Neto, Vice-presidente da rede Habib´s.

Pelo acordo, o Habib’s estará investindo na criação de uma estrutura de produção com pontos de distribuição, dotada de logística e controle de qualidade rigorosos, para dar atendimento aos torcedores nos eventos da arena, além de colocar suas lojas de todo o país à disposição dos atletas e da comissão técnica do Vitória.

O Habib’s venderá um kit diferenciado, composto por bib´sfiha folhada de mussarela com tomate seco, kibe frito e pastel de Belém, acondicionados em uma embalagem especial para que chegue quente até o torcedor.

O item controle de qualidade foi um fator fundamental para que a diretoria do Esporte Clube Vitória aprovasse a parceria com o Habib’s, uma vez que o Estatuto do Torcedor é bastante claro no que diz respeito à alimentação e higiene (“O torcedor tem direito à higiene e à qualidade das instalações físicas dos estádios e dos produtos alimentícios vendidos no local” – Capítulo VII Art. 26).
O Habib’s ainda exibirá sua logomarca estampada nas mangas das camisas do uniforme oficial e de treino do Vitória. “Estamos num processo de modernização de nossa arena e muito satisfeitos com esta parceria”, revela Alexi Portela.

Para o Habib’s, a parceria reforça o apoio que o fast-food desenvolve no futebol brasileiro e presenteia os apaixonados por futebol de Salvador, onde a marca mantém seis lojas.

“Estamos animados com a parceria com o Vitória, o tricampeão baiano, já que o Habib’s se associa há um dos clubes mais admirados do país, além de reforçar a nossa marca junto aos baianos freqüentadores dos estádios e apaixonados por futebol”, coloca Belchior Saraiva Neto, Vice-presidente da Rede Habib’s.

O Habib’s é a maior rede de fast-food árabe do mundo. Suas 305 lojas recebem 150 milhões de clientes e seu principal produto, a bib’sfiha, é o item mais vendido entre os fast-foods do país, com 650 milhões de unidades vendidas por ano.

STJD nega pedido de efeito suspensivo para o atacante Neto Baiano

O juiz Virgílio Val, do Supremo Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), negou, nesta sexta-feira, o pedido de efeito suspensivo pedido pelo Vitória para Neto Baiano enfrentar domingo o Palmeiras, no Palestra Itália, em confronto válido pela quinta rodada do Campeonato Brasileiro.

A advogada do clube rubro-negro, Patrícia Saleão, protocolou quinta-feira o recurso que permitiria a volta do atleta aos gramados até a data do julgamento final, que acontecerá na próxima semana.

Neto Baiano pegou oito jogos de suspensão por ter cuspido no lateral-esquerdo Ramon, do Vasco, na partida de volta das quartas de final da Copa do Brasil.

Vice-artilheiro na campanha do bicampeonato de juniores é relacionado para a partida no Parque Antartica

O garoto Edson, vice-artilheiro do Campeonato Baiano de Juniores com 11 gols, foi relacionado para viajar com o Vitória para São Paulo, neste sábado, às 13h30, e deve fazer sua estréia contra o Palmeiras.

“Tenho certeza que Roger não vai aguentar porque está sem ritmo e vou lançar o garoto”, revela o treinador Paulo César Carpegiani. Edson foi convocado para treinar entre os profissionais depois do julgamento de Neto.

Nesta sexta-feira, Carpegiani reuniu por cerca de meia hora os jogadores antes do treinamento.

Já em campo, uma sessão de aquecimento com o preparador físico Ednílson Sena e em seguida o técnico comandou um trabalho tático e depois um coletivo.

Neste sábado, o time treina às 9 horas, e às 13h30 segue para São Paulo em vôo da TAM. Os 19 relacionados para o jogo contra o Palmeiras são:

Goleiros

1 - Viafara e 12 - Gléguer

Laterais

13 - Bosco, 2 - Apodi e 25 - Róbson

Zagueiros

6 - Victor Ramos, 3 - Wallace, 4 - Anderson Martins e 14 - Marco Aurélio

Volantes

27 - Magal, 7 - Carlos Alberto, 5- Vanderson e 16 - Uelliton

Meias

10 - Ramon Menezes, 17 - Leandro Domingues e 30 - Elkeson

Atacantes

18 - Adriano, 23 - Roger e 32 - Edson

Thiago Gomes troca o Vitória pela Lusa



Sem atuar uma partida sequer no Campeonato Brasileiro, o zagueiro Thiago Gomes acertou a sua saída do Vitória na manhã desta sexta-feira. Segundo informações do site oficial do clube baiano, o jogador vai assinar contrato com a Portuguesa.

Thiago Gomes estava no Vitória desde o ano passado e este ano atuou somente no Campeonato Baiano. A diretoria rubro-negro já tinha feito acordo com o meia Rafael Bastos, o zagueiro Luiz Henrique e o lateral Nill, que também se desligaram do clube.

Colombiano na mira do Vitória



O atacante Colombiano Perea que atualmente joga no Grêmio, pode ser o mais novo reforço do Vitória para o restante da temporada. Indicado pelo goleiro Viáfara, o jogador está sem chances de jogar no time gaúcho e já demonstrou interesse em sair.
Os primeiros contatos foram feitos no inicio desta semana e o grande problema para a contratação é o alto salário do atleta, que passa dos R$100 mil reais. O vitória tenta incluir Bida na negociação, ou até mesmo outro atleta do grupo rubro-negro.
Informações vindas do Rio Grande do Sul, mostram que o Grêmio teria interesse no atacante Neto Baiano. Veja abaixo a ficha do jogador.
Nome: Edixon Perea Valencia
Data de Nascimento: 20.04.1984
Altura: 1.78
Peso: 79 kg
Clubes: Atlético Huila, Quíndio, Deportivo Pasto, Atlético Nacional, Bourdeaux/França e Grêmio.
OBS: Atacante de velocidade que cai nas duas pontas, não joga enfiado na área.

Neto Baiano está pensando em sair do Vitória



Na manhã desta quinta-feira (4), o atacante do Vitória, Neto Baiano, cedeu entrevista a TV Bahia e declarou que pode sair do clube, caso não receba o efeito suspensivo da punição que recebeu de oito jogos. O jogador disse que vai esperar e se a manutenção da punição continuar, ele irá conversar com os dirigentes do Rubro-negro. "Ficar oito jogos de fora, apenas treinando, é complicado. Vou conversar com a diretoria para ver o que é melhor para mim e para o clube”, afirmou. A advogada do clube, Patrícia Saleão, já ingressou no STJD com o pedido de efeito suspensivo e a resposta pode ser dada até o final do dia. O técnico Carpegiani continua cauteloso na escalação da equipe, porém, caso Neto fique mesmo de fora, o treinador já tem sua opção. “O substituto natural é o Roger”, revelou o técnico.

Iniciada venda para jogo no dia 20 contra o Botafogo

Estão à venda os ingressos para Vitória x Botafogo, sábado, dia 20 de junho, às 16 horas, no Estádio Manoel Barradas.

Além das bilheterias do Barradão, de 9h às 17h, o torcedor pode adquirir seu ingresso nos seguintes postos:

MCS-Tim Shopping Lapa – Piso 1
MCS –Tim Shopping Barra – Piso 1, Quiosque Piso 1
MCS - Tim Salvador Shopping - Piso 1
MCS – Tim Paralela Shopping – Piso 1

O valor dos ingressos
Arquibancada - R$40 (R$20 meia-entrada)
Cadeira - R$80 (R$40meia-entrada)

Avisos
Não é preciso apresentar o documento para a compra de meia-entrada;

Criança até 12 anos não paga ingresso na arquibancada, mas não tem direito a ir para as cadeiras;

A bilheteira do Estádio Manoel Barradas não funcionará nos seguintes dias:
6 -sábado
7 -domingo
11 -quinta-feira/feriado
13- sábado
14- domingo

Não serão vendidos ingressos nos postos de venda no dia da partida.

Jackson sente dores na coxa e pode desfalcar o Vitória

O meia Jackson pode desfalcar o Vitória no jogo contra o Palmeiras, neste domingo, às 16h, no Palestra Itália. O jogador deixou o coletivo desta quinta-feira com dores na coxa direita. De acordo com o site oficial do clube, o resultado do exame sai nesta sexta.

Uma boa notícia foi que o também meia Elkeson foi liberado pelo departamento médico, após se recuperar de uma lesão na virilha. O jovem correu em volta do gramado com o lateral-direito Nino. Bida segue em tratamento das dores na coxa esquerda.

O técnico Paulo César Carpegiani deve definir no coletivo desta sexta-feira o time que enfrenta o Palmeiras, pela quinta rodada do Campeonato Brasileiro.

Carpegiani usa amizade com Luxemburgo para acordo entre Vitória e Palmeiras liberando jogadores para partida de domingo

O técnico Paulo César Carpegiani já conversou com o diretor Toninho Cecílio e ficou de falar com seu amigo Vanderley Luxemburgo, treinador do Palmeiras, propondo um acordo: o Vitória libera seus jogadores Willans e Marquinhos e o clube paulista os seus, Washington e Willian, para a partida deste domingo, às 16 horas, no Parque Antarctica, em São Paulo.

Uma cláusula no contrato de empréstimo impede que os clubes usem os jogadores cedidos um ao outro. “Seria bom para o espetáculo”, entende Carpegiani. Ano passado, o Vitória pediu e o Palmeiras concordou com a utilização do zagueiro Leonardo Silva, atualmente no Cruzeiro.

Willian foi um dos destaques do triunfo do Vitória por 1 a 0 sobre o Grêmio, na quarta rodada, atuando como ala pela esquerda. O meia, que já havia atuado nessa posição sob comando do técnico Vagner Mancini e do assistente técnico Ricardo Silva, agradou em cheio ao técnico Paulo César Carpegiani.

Enquanto prosseguem as negociações, Carpegiani começa a pensar nas opções para compor o time sem o ala. “O substituto está será Robson ou Bosco. Não foge muito disso não”, revela. Admite, no entanto, antecipar a estréia de Leandro, repatriado pelo clube ao Fluminense do Rio.

Na expectativa de a advogada do clube, Patrícia Saleão, conseguir dar condições de jogo ao atacante Neto Baiano – foi suspenso oito jogos pela expulsão contra o Vasco, pela Copa do Brasil, e a 2ª Comissão Disciplinar determinou que a pena seja cumprida no Brasileiro da Série A – Carpegiani adiantou que Roger é o “substituto natural”.

E solicitou ao supervisor Mário Silva que o atacante Edson, da equipe júnior, fosse integrado ao grupo de profissionais. Com 11 gols, Edson foi o vice-artilheiro do Campeonato Baiano de Juniores conquistado pelo time rubro-negro - o artilheiro com 15 gols foi Elkeson, já treinando com os profissionais e que atuou contra o Grêmio.

Vitória é o 172º melhor time do mundo

O instituto IFFHS divulgou o seu ranking mundial de clubes, cujo a periociddade é mensal.

No mês passado, o Vitória estava localizado na 224º colocação. Já esse mês subiu 52 colocações e está localizado na 172º colocação.

Já entre os brasileiros, o Vitória é 12º clube. O melhor brasileiro é Grêmio na 10º colocação.

Vale salientar que o Leão da Barra está na frente de times como Benfica e Mônaco.

Fonte: Arena Rubro Negra

Transmissão de Palmeiras x Vitória (07/06/09) ao vivo na TV Bahia

Confirmado a transmissão pela TV Bahia/Rede Globo a partida Palmeiras x Vitória do próximo domingo dia 07/06/09 às 16:00h pela 5ª rodada do Campeonato Brasileiro 2009.

Será a terceira partida do Vitória transmitida pela TV Bahia esse ano, a primeira foi contra o Juventude e a segunda contra o Atlético-MG, ambas pela Copa do Brasil.

Confira a programação de domingo da TV Bahia:

Advogada tenta efeito suspensivo para Neto jogar no domingo

A advogado Patrícia Saleão ingressa nesta quinta-feira com o recurso e o pedido de efeito suspensivo para tentar que o atacante Neto Baiano possa atuar neste fim de semana contra o Palmeiras, no Estádio do Parque Antarctica, em São Paulo. O artilheiro foi suspenso oito jogos pela expulsão contra o Vasco, pelas quartas-de-final da Copa do Brasil, e pela decisão da 2ª Comissão Disciplinar do STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva) terá que cumprir a pena em outra competição, ou seja, no Campeonato Brasileiro da Série A.

Patrícia Saleão entendia que Neto deveria cumprir a pena somente na mesma competição, a Copa do Brasil, e consultou o presidente em exercício do STJD, Dr. Virgílio Val (Dr. Rubens Approbato está de licença) que confirmou a decisão da 2ª Comissão, presidida pelo Dr. Paulo Valed Perry.

“Consultamos o Dr. Virgílio Val (vice-presidente do STJD) e o entendimento do Tribunal foi de que a suspensão deveria ser cumprida agora, no Campeonato Brasileiro. O meu entendimento, que é compartilhado por muitos advogados, não é esse, mas vamos entrar com pedido de efeito suspensivo para que ele possa atuar pelo menos até o julgamento no Pleno”, disse Patrícia Saleão.

Dra. Patrícia está confiante em conseguir a liberação de Neto Baiano para enfrentar o Palmeiras, pela quinta rodada do Campeonato Brasileiro.“Vou continuar defendendo a tese de que a conduta narrada pelo árbitro na súmula não foi adotada pelo jogador e espero a absolvição”, completou.

Neto Baiano foi suspenso acusado de ter desferido uma cusparada em Ramon, do Vasco. O artilheiro foi denunciado por prática de agressão física (artigo 253) e por reclamar, por gestos ou palavras (artigo 251) da arbitragem. A primeira infração foi desclassificada para atitude antidesportiva (artigo 258), e o jogador foi punido com oito jogos de suspensão. No segundo artigo, foi absolvido.

Nesta quarta-feira, à tarde, enquanto a advogada tentava liberá-lo para atuar, Neto treinou na praia de Armação. Pela manhã, ele foi liberado das atividades pelo fato de somente na madrugada ter retornado do Rio.

Neto Baiano lamentou ter sido suspenso por oito. “Vendo por esse lado (podia pegar até 540 dias de suspensão) o resultado foi bom, mas não tem como ficar aliviado nem contente”, comentou Neto, referindo-se à decisão da 2ª Comissão Disciplinar.

Lateral-direito Nino Paraíba começa a treinar no rubro-negro


Mais nova contratação do rubro-negro, o lateral-direito Nino Paraíba, 23 anos, começou a treinar nesta quarta-feira, pela manhã, após concluir os exames médicos e testes. Campeão paraibano pelo Souza, ele não atua há mais de um mês.

Severino do Ramo Clementino da Silva nasceu no dia 10 de janeiro de 1986 na cidade de Rio Tinto, na Paraíba. O jogador tem 1m68cm de altura e pesa 62 kg.

Atuou nas equipes do Atlético de Cajazeiras (PB), Desportiva Guarabira (PB), Ceará (CE), Náutico (PE), Souza (PB) e Campinense (PB).

Carpegiani trabalha para aperfeiçoar a finalização do time

Um trabalho de finalização foi a atividade dos jogadores rubro-negros nesta quarta-feira, pela manhã, no campo 3 do Centro de Treinamento Manoel Pontes Tanajura. O time segue preparando-se para enfrentar o Palmeiras, domingo, às 16 horas, no Estádio Parque Antarctica, em São Paulo.

Paulo César Carpegiani, inicialmente, pretendia realizar um trabalho tático. Porém, diante da indefinição sobre a utilização ou não do atacante Neto Baiano – o clube tenta livrá-lo da suspensão de oito jogos imposta pela 4ª Comissão Disciplinar do Superior Tribunal de Justiça Desportiva – e do meia Willian, que força contratual não pode enfrentar o Palmeiras, o técnico mudou o treinamento.

“Vou aguardar um posicionamento da diretoria”, disse na coletiva. “Estamos tentando contar com os dois jogadores no domingo”, completou.

Depois do aquecimento comandado pelo preparador físico Ednilson Sena, o técnico reuniu os jogadores e explicou como seria feito o trabalho. Perfilados, eles primeiro ficaram apurando o controle de bola; em seguida, Carpegiani deu início ao treino de finalizações com ajuda dos assistentes Júlio Camargo e Ricardo Silva.

O treinamento iniciado às 9h30 – antes de tudo os jogadores passaram pela academia e musculação – foi encerrado somente às 11h20.

Luciano Almeida deixa o Vitória



O jogador teve um inicio muito ruim no clube, vaiado em muitas partidas o jogador começou a treinar a sua forma física e voltou à titularidade jogando na zaga nas finais do Campeonato Baiano. Mas a falha contra o Vasco e a expulsão deixou o clima ruim para o jogador que acertou a sua rescisão ontem e não é mais jogador do clube.

Além disso a chegada de Leandro e a boa fase da jovem zaga rubro-negra deixou o jogador sem espaço. O destino do jogador é incerto ele viajou para São Paulo e ainda não tem clube interessado no jogador.

dvogada consulta presidente do STJD sobre cumprimento da pena

A advogada Patricia Saleão fará nesta quarta-feira, 3, às 15 horas, consulta ao presidente do STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva), Dr. Rubens Approbato Machado, para saber se o atacante Neto Baiano terá que cumprir no Campeonato Brasileiro a suspensão de oito jogos pela expulsão contra o Vasco, em partida válida pela Copa do Brasil.

O presidente da 2ª Comissão Disciplinar, Dr. Paulo Valed Perry, entende que a suspensão deve ser cumprida no Brasileiro, apesar de o jogador ter sido expulso em jogo de outra competição. “Encaminhei consulta ao presidente do STJD e amanhã (quarta-feira), às 15 horas, terei uma resposta”, disse, por telefone, a advogada rubro-negra.

Neto foi julgado em dois artigos, acusado de ter cuspido no rosto do lateral-esquerdo Ramon, do Vasco, e por reclamação contra decisão de arbitragem. No artigo 251 (Reclamar, por gestos ou palavras, contra as decisões da arbitragem ou desrespeitar o árbitro e seus auxiliares), o jogador foi absolvido por unanimidade pela 2ª Comissão Disciplinar, presidida pelo Dr. Paulo Valed Perry.

A advogada conseguiu desclassificar o jogador do artigo 253 (Praticar agressão física contra o árbitro ou seus auxiliares, ou contra qualquer outro participante do evento desportivo), que prevê pena mínima de 120 dias e máxima de 540, para o artigo 258 (Assumir atitude contrária à moral e à disciplina desportiva). O jogador então pegou oito jogos de suspensão.

Neto Baiano desfalca o Vitória por oito rodadas do Campeonato Brasileiro



O atacante Neto Baiano está fora dos próximos oito jogos do Vitória no Campeonato Brasileiro. O jogador foi julgado pelo STJD nesta terça-feira por ter cuspido no lateral Ramon, do Vasco, e escapou de um gancho de 120 dias apenas no voto do presidente. Ainda cabe recurso da decisão.

A punição de Neto Baiano foi menor porque a infração foi desclassificada do artigo 253 (que fala em agressão física e prevê suspensão de 120 a 540 dias) para o artigo 258 (que aborda atitude contrária à disciplina ou moral e tem dez jogos como pena máxima). Ele ainda foi absolvido no artigo 251, pelas reclamações com o árbitro.

Desta forma, Neto Baiano está fora dos confrontos com Palmeiras,Internacional, Botafogo,Santo André, Flamengo, Santos, Náutico e Atlético - MG. Ele poderá voltar apenas na 13ª rodada do Brasileiro, contra o Corinthians, no dia 23 de julho.